Polo Industrial de Manaus registra R$ 95 bilhões de faturamento em 10 meses no último ano

Em meio à pandemia, o PIM contratou 22.180 trabalhadores efetivos, temporários e terceirizados 

Situado no coração do Amazonas, o Polo Industrial de Manaus (PIM) é um dos principais geradores de renda e trabalho do estado. Criado em 1968, o PIM é atualmente um dos centros industriais mais modernos da América Latina e fomenta a produção de itens dos setores de informática, veículos e química, entre outras áreas. Mesmo em meio à pandemia da Covid-19, o Polo conquistou bons resultados em 2020. Entre janeiro e outubro, foi registrado o faturamento de R$ 95,49 bilhões.

Segundo os Indicadores Industriais do PIM, reunidos pela Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), a renda indica o crescimento de 9,71% em comparação ao mesmo período de 2019, quando o faturamento foi de R$ 87,04 bilhões. Em dólar, a quantia arrecadada pelo centro industrial e tecnológico equivale a US$ 18,24 bilhões.

Algacir Polsin, superintendente da Suframa, avalia o resultado conquistado pelo PIM durante a pandemia do coronavírus como positivo. “A Suframa continuará a focar na busca de melhores condições de negócios e na atração de novos investimentos para a região”, afirmou.  

Em meio à crise, o Polo empregou 95.690 trabalhadores com contratos efetivos, temporários e terceirizados. Cerca de 22.180 novos trabalhadores foram admitidos nas empresas, e 18.050 foram demitidos. O saldo total foi positivo, tendo 4.130 novas vagas ocupadas. Por mês, o PIM registrou 91.803 trabalhadores em atividade nas indústrias.

Os segmentos com maiores registros de crescimento foram “Bens de Informática do Polo Eletroeletrônico”, com renda de R$ 25,08 bilhões e aumento de 25,87%, e “Eletroeletrônico”, que alcançou o faturamento de R$ 24,58 bilhões e cresceu 5,86%.

Com aumento de 131,67% e total de 733.975 unidades, os tablets foram os principais produtos produzidos no PIM. Na sequência, estão os microcomputadores portáteis, com aumento de 73,55% e 500.760 unidades fabricadas; e disco digital a laser gravado, com crescimento de 72,27% e 6.314.488 unidades produzidas.

Clique aqui para ver, na íntegra, os Indicadores do Polo Industrial de Manaus entre 2015 e 2020.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *